Notícias
Leão perto de fechar com Léo Guerra
31.07.2008 - 08:25 - Pará

Mais uma vez as diretorias de Remo e Paysandu travaram uma batalha nos bastidores pela contratação de reforços. Desta vez na corrida atrás de um atacante de referência, uma das principais carências dos clubes. Diretores azulinos e bicolores investiram em Léo Guerra, ex-Fluminense, Vasco, Cabofriense e Volta Redonda. Ontem pela manhã, o diretor de futebol do Papão, Antônio Costa, o Louro, chegou a anunciar a contratação do jogador de 32 anos. Contudo, à tarde, ele teve de voltar atrás.

O Leão estava mais adiantado na briga pelo goleador carioca - e poderá apresentá-lo ainda hoje. 'As negociações são complicadas, mas acredito que até amanhã (hoje) estará tudo resolvido', disse o presidente do Remo, Raimundo Ribeiro, ao confirmar o contato com Léo Guerra. O dirigente remista, no entanto, preferiu não dar a contratação como certa, sobretudo por conta do interesse do Paysandu. 'Soube que o Paysandu também estaria interessado, por isso não gosto de anunciar qualquer negociação antes de ser fechada. Mas espero que tudo dê certo, inclusive em relação aos salários, e possamos apresentá-lo', ponderou.

Raimundo Ribeiro conversou à tarde com o presidente do Paysandu, Luiz Omar Pinheiro, para saber se a diretoria bicolor faria nova proposta a Léo Guerra. 'Conversei com o presidente do Paysandu. Eles não estão mais interessados no jogador', comentou o dirigente azulino, aliviado por não ter que levar adiante - pelo menos oficialmente - mais um capítulo da guerra de bastidores entre dirigentes, empresários e colaboradores ligados a Remo e Papão. O atacante foi procurado, mas não atendeu ao seu telefone celular.

O porte físico, a precisão nas cabeçadas e o posicionamento na grande área são apontados por Léo Guerra como suas principais características. Nascido em 11 de julho de 1976, no Rio de Janeiro, o atacante começou a carreira no Vila Nova-GO, em 1997. Depois, jogou em vários clubes de porte médio, como Juventude-RS, Bragantino-SP e Volta Redonda-RJ. Também defendeu Vasco e Fluminense com destaque, além de experiências na China, Suécia, Arábia Saudita e Portugal.

Léo Guerra foi um dos destaques do Volta Redonda no vice-campeonato carioca de 2005, quando o time era comandado por Dário Lourenço. E essa experiência anterior teria pesado tanto na indicação por parte do treinador bicolor. Atualmente, o jogador treinava no Macaé.

Fonte: Jornal O Liberal
 
© Copyright 2004 - 2018 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte