Colunistas
Mercado da bola “esquenta”
por Manoel Façanha



A temporada futebolística do próximo ano ainda não começou (competição deve começar dia 20 ou 21 de janeiro com participação de 10 equipes conforme o arbitral da terça-feira), mas os bastidores já estão bem movimentados. O Rio Branco, atual campeão estadual, já anunciou o técnico português João Mota, assim como alguns reforços para a disputa da Copa do Brasil, Campeonato Acreano e Série D. O Galvez, outro representante nas disputas da Copa do Brasil e Série D, já confirmou a permanência do técnico Zé Marco e uma leva de reforços.

Não diferente de Rio Branco e Galvez, o Galo Carijó está trabalhando na montagem de sua equipe para o ano vindouro. O objetivo da diretoria é pela manutenção de boa parte do seu elenco para o time brigar pelo tão sonhado acessam a Série B, apesar de já ter perdido peças importantes para outras equipes. O técnico Álvaro Miguéis segue, até segunda ordem, no comando técnico do time celeste.

Os demais clubes confirmados na disputa do Campeonato Acreano são: Independência, Andirá EC, São Francisco, Náuas, Plácido de Castro, Humaitá e Vasco da Gama. Os sete clubes seguem sem muitas novidades e no momento os dirigentes estão trabalhando na busca de recursos e parcerias para a montagem de seus elencos e comissão técnica.

AS CURTINHAS

A inclusão das equipes do São Francisco e Náuas na elite do futebol local e ainda o cancelamento da nossa segunda divisão não deixa de ser uma medida simpática adotada pela direção da Federação de Futebol do Acre (FFAC), mas também pode ser vista de outro ângulo como de cunho político, pois ano que vem teremos processo eleitoral na entidade.

Mas vamos às justificativas. A primeira delas está relacionada à falta de interesse pela competição. Lembrando que o último clube filiado à FFAC diz respeito ao Acriano, equipe de Rodrigues Alves, isso em 2011.

A própria entidade acreana lembrou, durante o encontro da terça-feira, que existe uma normativa da própria Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que impede a realização de uma competição com apenas dois clubes disputando o troféu de campeão, justificativa essa que contribuiu ainda mais para a aprovação da ideia apresentada pelo presidente Aquino Lopes (FFAC).

Porém, acreditou eu que, o principal entrave para a não realização da segundinha está mesmo relacionado à falta de interesse de clubes. No entanto, outro fator não menos importante diz respeito ao valor exorbitante da taxa de inscrição cobrada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para uma equipe registrar filiação, algo em torno de R$ 100.000,00. Um absurdo para a realidade do futebol periférico do país.

Numa breve análise a respeito do parágrafo acima tenho dizer que é preciso que os dirigentes das federações mais pobres do país trabalhem com objetivo de sensibilizar a direção da CBF a respeito realidade econômica futebolística dos clubes de nossa região e, assim, reduzir o valor da taxa de novos clubes filiado para patamares dentro da realidade de nossa região, não das regiões Sul e Sudeste.

Lembrando que neste ano já houve o interesse do Cruzeiro, equipe da cidade de Cruzeiro do Sul, de buscar informações para uma possível filiação junta à Federação de Futebol do Acre (FFAC) e consequentemente a CBF, mas o projeto dos dirigentes do time do Vale do Juruá será somente para o ano de 2022.

E falando ainda de competições, a realização da Copa Verde continua uma incógnita, mas a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) garantiu as entidades filiadas que irá realizar o torneio, tanto que corre atrás de um patrocinador.

Mudando de modalidade é quase certa a mudança de direção da Liga Acreana de Futsal. O presidente da entidade, professor Edson Paiva, está articulando repassar a entidade ao desportista Auzemir Martins, esse confirmando os primeiros contatos.

Auzemir Martins é um baluarte do futsal acreano e já presidiu várias vezes a Federação Acreana de Futsal (Fafs).

Mesmo sem uma edição para comandar, o desportista Auzemir Martins coordena algumas competições, entre elas a Copa Araújo de Futsal Sub-10 e a Copa TV Gazeta de Futsal.

Bom dia!

 
© Copyright 2004 - 2018 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte